loading...

Fui me esquecendo de mim ...




Fui-me esquecendo de mim ...

Sempre fui uma pessoa que adorava vestir-me bem, com colares (tinhas dezenas deles), brincos e maquilhagem diária, mas faz cerca de cinco anos que isso foi mudando gradualmente e só me apercebi faz uns meses quando me senti "fora de moda" e "feia". 

Muitas pessoas que me são próximas delicadamente iam dizendo para não me esquecer de mim e acima de tudo viver a vida um pouco pois estava a fechar-me imenso. Fui sempre justificando com mil diálogos que fundamentava acreditando neles mas na verdade ... hoje sei que errei em alguns aspectos.

Sempre sonhei ser mãe e tive 2 anos a tentar engravidar e não consegui. 

Mas quando menos esperava no dia 1 de Março de 2010 soube que estava grávida e como devem calcular, tudo mudou a partir daquele segundo!!!

Por isso, NUNCA percam a esperança ... mesmo quando tudo aponta para o lado menos bom.

Sem me aperceber fui-me dedicando dia e noite (sim a minha filha acordava de 3 em 3 horas até aos três anos de idade) à minha bebé! Mas isso fazia-me sentir tão bem que vivi sempre HIPER realizada com meu papel de mãe. Deixei de trabalhar grávida de 34 semanas, e tive sempre o apoio incondicional do meu marido. Essa decisão foi tomada a dois, como é óbvio. 

Quando a minha filha tinha 1 ano e 4 meses ... descobri que estava grávida! Outra loucura pois ter dois filhos próximos sempre foi uma vontade de ambos.

Mas ... mesmo não trabalhando, mesmo com empregada (como devem calcular isso é considerado um luxo nos dias que correm) eu sempre fui exigindo a cada dia que passava mais e mais de mim. Achei sempre que se tinha optava por não trabalhar para que os meus filhos tivessem todo o suporte possível ... estava a fazer pouco. Que tinha que fazer valer o meu papel de Mãe e não me admitia erros, falhas, e muito menos conseguia sair e deixar os meus filhos! Para mim isso tornava-se numa angústia que muitas vezes eu via que quem me rodeava não entendia. 

Na verdade ... agora vejo que houve certos exageros mas admito que SOU a mãe MAIS concretizada e até sentir que os meus filhos estavam preparados para ir para a escola, dediquei-me a 100% a eles e hoje sinto que fiz o meu papel o melhor que consegui e até me saí muito bem.

Agora decidi mudar, claro ...

Enquanto estão na escola tiro duas horas para mim: 1h para nadar e outra para estar aqui a escrever-vos!! E ainda ... conto para o próximo artigo!!!!!

Comecei a cuidar do meu corpo, da minha alma e acima de tudo a retomar a vida social que estava estagnada. Tenho amigas que em todo este processo nunca se afastaram, mesmo não sendo mães entenderam o meu lado. 

Ainda comecei à muito pouco tempo a minha mudança pois acho que tem de ser gradual, consciente e acima de tudo EU TENHO DE QUERER E GOSTAR.

Há sempre possibilidade de mudar e a vida vai-nos mostrando caminhos que vamos percorrendo e aprendendo a cada dia que passa que podemos ser melhores, mas nunca perfeitas.

Vou-vos actualizando das minhas mudanças em vários artigos, para que quem está a passar por uma fase semelhante consiga mudar alguns pontos na rotina.

Não me arrependo de nada, quando olho para os olhos cintilantes dos meus filhos.

Por vezes, lembro-me que podia ter dado mais atenção ao meu MARIDO (bem me chamou a atenção mas no fundo tentou compreender) e às minhas amigas. Mas acima de tudo, podia ter tirado umas horas apenas para MIM.

Há que mudar ...

Estou no caminho certo ...

Afinal, uma mãe feliz torna o lar ainda mais harmonioso e equilibrado!!!


Um beijinho especial a todas as mães que abdicaram de uma carreira para se dedicarem aos seus rebentos e que se orgulham disso, mas que sabem tomar a consciência de quando voltar a ter vida própria após o crescimento dos filhos.

Um beijinho de Parabéns a todas as mães que conseguiram ser mães e nunca se esqueceram delas próprias!!! Pois não é nada fácil e muitas vezes são criticadas por isso!

Blue Eyes




Comente com o Facebook:

Siga-nos por email

Insira o seu email:

Entregue por FeedBurner