loading...

Primeiro bebé a nascer de um útero transplantado dá esperança a muitas mulheres

Decidi interessante partilhar este artigo. Acho que pode ajudar muitas mulheres a não perderem a esperança e a lutarem sempre mais cada vez que ouvem um "não é possível", " muito complicado", "não perca tempo pois não vai conseguir", entre muitas respostas desmotivadoras.

Existem alguns assuntos que me tocam muito, e um deles é a infertilidade. 

Como já comentei algumas vezes por aqui, tive menopausa precoce, e recebi a notícia de que não poderia ter filhos biológicos. Até que engravidei naturalmente de Catarina, que veio para provar que existe muito mais entre o céu e a terra do que podemos imaginar.

Agradeço todos os dias pelo meu pequeno milagre, e torço pelas centenas de mães que já me escreveram, contando suas experiências pessoais de luta por uma gravidez bem-sucedida.

Uma mulher sueca, cujo nome não foi revelado, deu à luz por meio de um útero transplantado, doado por um senhora de 61 anos (mãe de um amigo do casal). A mulher nasceu sem útero, e fez parte de um projecto experimental no qual outras mulheres também passaram pelo mesmo tipo de transplante (recebendo o órgão, em geral, das próprias mães), para então serem submetidas à fertilização in vitro.


O bebê nasceu de cesariana às 32 semanas de gestação, com 1,8 Kg – e ambos, filho e mãe, tiveram uma óptima recuperação. 

Após o nascimento, a mãe teve o útero removido, para que não precisasse manter a medicação que evitava a rejeição do órgão por seu próprio corpo. 

E confessou desejar que seu filho Vincent, um dia, se torne um médico, para retribuir o bem que a família recebeu.

Infelizmente o custo de um procedimento semelhante seria, pelo menos por enquanto, altíssimo: cerca de 100.000 Euros. 

Mas a notícia não deixa de ser um motivo de grande esperança para mulheres que nasceram sem útero, ou que o perderam em função de alguma doença, como o cancro. 

Fonte: mildicasdemae.com.br


Blue Eyes

Comente com o Facebook:

Siga-nos por email

Insira o seu email:

Entregue por FeedBurner